quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Projeto de Intervenção Escolar (Resumo)

“ORTOGRAFIA e ENRIQUECIMENTO VOCÁBULO DOS ALUNOS DA 3ª SÉRIE / 4° ANO DA ESCOLA ESTADUAL MADRE LUCILA MAGALHÃES.”



1.0 Apresentação

Este projeto de intervenção configura avaliação primordial da disciplina de Avaliação em Educação.


O campo de pesquisa e observação de onde partirá a proposta de intervenção é a Escola Estadual Madre Lucila Magalhães, localizada na cidade de Vitória de Santo Antão, no Estado de Pernambuco. O alvo é a verificação de possíveis problemas pedagógicos relacionados ao ato de avaliar os discentes da turma de 3ª série/4° ano da Escola mencionada.


Sob a supervisão do Professor Breno Angeiras, o presente projeto consegue contemplar o desejo, nutrido pelo graduando, de modificação do quadro atual da Escola.

1.1 Público-alvo

Constituem público-alvo, o docente e os alunos da 3ª série/4° ano, do turno da tarde da Escola Estadual Madre Lucila Magalhães.
A turma é composta por 33 (trinta e três) alunos, sendo 02 (dois) na condição de “especiais”.

1.2 Justificativa

Foi verificado através de pesquisas e observações, a dificuldade em que se encontra a Professora em avaliar os alunos, no que se refere à disciplina de Português, decorrente da dificuldade ortográfica, bem como a percepção e o “empobrecimento” vocábulo. Também é mister salientar a falta de assimilação dos educandos relacionados aos conteúdos propostos pela docente.


Segundo Clarilza Prado de Souza (1994),


“A avaliação escolar não deve ser empregada quando não se tem interesse em aperfeiçoar o ensino e, conseqüentemente, quando não se definiu o sentido que será dado aos resultados da avaliação. A avaliação escolar exige também que o professor tenha claro, antes de sua utilização, o significado que ele atribui a sua ação educativa”.


Diante disso, sabemos que a avaliação do processo pedagógico envolve o Planejamento e o Desenvolvimento do processo de ensino. Neste contexto é necessário que a avaliação cubra desde o Projeto Curricular à Programação do ensino em sala de aula e de seus resultados (a aprendizagem produzida nos alunos).

1.3 Objetivo Geral

Desenvolver atividades relacionadas aos conhecimentos prévios dos educandos, bem como compreender seus aspectos bio-psico-sociais, uma vez que a compreensão destas é de fundamental importância para uma aprendizagem significativa.

1.4 Objetivos específicos

- Fomentar a discussão, entre discentes e docente, acerca das melhores formas e possibilidades para a transmissão dos conteúdos programáticos.


- Constatar o que está sendo aprendido, verificando e recolhendo informações, de forma contínua e com diversos procedimentos metodológicos e julgando o grau de aprendizagem, ora em relação a todo grupo-classe, ora em relação a um determinado aluno em particular.


- Adequar o processo de ensino aos alunos como grupo e àqueles que apresentam dificuldades, tendo em vista os objetivos propostos.

1.5 Metodologia

Para a efetivação deste projeto, foi proposto o desenvolvimento de atividades lúdicas estimulando tanto o raciocínio, bem como a capacidade perceptiva. Tais atividades devem ser direcionadas para a problemática diagnosticada – ortografia e enriquecimento vocábulo –.


Para isto, faz-se necessário um levantamento histórico sócio-cultural dos discentes, pois tais respostas adquiridas serão de fundamental importância para as referidas e posteriores atividades, uma vez que a compreensão dos conhecimentos prévios dos indivíduos facilitarão e tornarão o processo de ensino-aprendizagem mais acessível, prazeroso e, sobretudo, significativo.


Ao final de cada etapa, dever-se-á levar os educandos a uma reflexão sobre o que fora trabalhado, assim como a correção em conjunto, apontando os possíveis erros apresentados.

1.5 Recursos

a) Humanos


A mão-de-obra deste projeto depende de cada fase, mas envolverá todos os alunos da referida turma, bem como a docente.

b) Materiais


Para plena aplicação do projeto, serão necessários materiais escolares (papel A4, canetas, lápis), um saco de balões de festas, e uma câmera fotográfica.

1.6 Avaliação

Como as possíveis soluções dos “problemas”, serão obtidas de médio à longo prazo, as avaliações se darão a cada momento de forma acumulativa, qualitativa e interativa, entre ensino e aprendizagem.

2.0 Referências Bibliográficas

Avaliação escolar - limites e possibilidades. Clarilza Prado de Souza. Série Idéias n. 22, São Paulo: FDE, 1994.

-----------------------

Elmo Freitas de Oliveira

Graduando em Pedagogia pela Faculdade Escritor Osman da Costa Lins - FACOL

Vitória de Santo Antão, 2009.

2 comentários:

Rebeca Braga disse...

legal! ajudou muito

Anônimo disse...

Muito interessante!

Postar um comentário

Exerça sua democracia com responsabilidade!